Blog

Nossa Gente

Livaldo Fregona: Escritor da terra. Escritor da gente

Publicado em: 25/04/2019 por Domingos Cezar

Assessoria de Comunicação

Considerado um dos autores que mais produziu obras literárias em Imperatriz, Livaldo Fregona é, sem nenhuma dúvida, um escritor da terra, um escritor da gente. Com 18 livros publicados dos mais variados gêneros, como romance, documentários, contos e crônicas, além de um livro com o depoimento intitulado “A fama e a verdade de José Bonfim”, o escritor nascido em terras do sudeste brasileiro já é imperatrizense de coração e fonte de inspiração.

Por 14 anos consecutivos, Livaldo Fregona foi o editor do caderno semanal da Academia Imperatrizense de Letras, no jornal O Progresso, tarefa esta entregue recentemente para o acadêmico Marcos Fábio Belo Matos.

Nascido em Marilândia, norte do Espírito Santo, em 26 de novembro de 1939, Livaldo Fregona fez o curso ginasial em Colatina (ES), o clássico, em Vitória (ES) e cursou filosofia, em Belo Horizonte (MG). Cursou ainda os cursos de contabilidade e laboratório, em Colatina (ES).

Retornando a sua cidade natal, Fregona exerceu diversas profissões, como Laboratorista, professor das disciplinas de Biologia, Português e Religião, no seminário menor Sagrado Coração de Jesus. Foi jogador de futebol profissional, guitarrista e contador de várias empresas da cidade. É casado com a professora Corina Fregona, com que tem as filhas Kizy e Drielly Fregona.

Depois de morar em Linhares (ES), no ano de 1981, Livaldo Fregona desembarca com a família em Imperatriz. É escritor, membro da Academia Imperatrizense de Letras – AIL, fundador da cadeira 13, que tem como patrono Othon Maranhão. É membro correspondente de nove academias.

O escritor já recebeu o prêmio AIL por três vezes, sendo o último em 2018, com seu livro Marilândia – vale de sonhos e lágrimas. Recebeu a láurea cultural “Stela Brasiliense”, da revista Brasília; o segundo lugar do concurso promovido pela academia de letras e ciências com o livro Nuvens Passageiras.

Por seu trabalho voltado em defesa do meio ambiente, da educação e, sobretudo da cultura, por intermédio da literatura, o capixaba Livaldo Fregona foi laureado com o título de Cidadão Imperatrizense e a comenda Frei Manoel Procópio, distinção do executivo municipal. 

Nossa Gente

Apaixone-se por Imperatriz