Portal da Prefeitura de Imperatriz

09/05/2012 09h32 - Atualizado em 09/05/2012 09h32

Sistema Municipal de Cultura será debatido nos pólos maranhenses

Fundação Cultural de Imperatriz quer aderir ao Sistema Nacional de Cultura

(Foto : Sidney Rodrigues)

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) informa que o município de Grajaú será palco do primeiro Seminário sobre o Sistema Municipal de Cultura. Durante três dias (de 9 a 11 de maio),  gestores públicos e dirigentes de cultura dos 42 municípios da Mesorregião do Centro Maranhense receberão informações e participarão de oficinas de orientação sobre a adesão ao Sistema Nacional de Cultura (SNC).

O evento, conforme informa a assessoria, acontece no auditório da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus de Grajaú. Na pauta do seminário, a apresentação de propostas e procedimentos para elaboração dos Planos Municipais de Cultura e um série de debates setoriais envolvendo as áreas de livro, leitura, literatura, música, artes cênicas, pesquisa e documentação, patrimônio material e imaterial, indígena, e cultura popular.

Embora tenha elegido três conselheiros, sendo um titular e dois suplentes, no último fórum estadual, realizado em outubro do ano passado em São Luis, o município de Imperatriz até esta segunda-feira (7), não havia sido comunicado, ou informado, da realização desse importante evento. Imperatriz, conforme informa o presidente da Fundação Cultural (FCI), Antonio Mariano Lucena Filho, está incluído no grupo de municípios que tem como sede, Buriticupu.

Apesar de ser a segunda maior cidade do Maranhão, possuir uma das maiores editoras do estado (Ética Editora), ser o maior produtor de livros de todos os gêneros e celeiro de grandes músicos, compositores e poetas, o município de Imperatriz se ressente de uma melhor atenção na área da cultura. Tanto que, o patrocínio dispensado para a feira do livro, na capital do estado, é infinitamente maior do que o destinado para o salão do livro em Imperatriz, o Salimp.

O município escolhido como sede desta mesorregião, na área da cultura é Buriticupu. Desta forma, o presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, Lucena Filho não mediu esforços e, contando com o apoio do prefeito Sebastião Madeira, formou uma expressiva delegação visando emplacar uma melhor representatividade no Conselho Estadual de Cultura, o que não acontecera em anos anteriores.

Desta forma, durante o II Fórum Estadual de Cultura, o município de Imperatriz emplacou no conselho o professor Carlos Leen Santiago, como titular na área de Patrimônio Material e Imaterial; o maestro Giovanni Pietrinni, como conselheiro suplente na área de Música, e o escritor Domingos Cezar, como suplente da área de literatura. Para Lucena Filho, não foi ainda o desejado, ou o que o município merece, mas já se percebe um ligeiro avanço. 

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult), desde o início do mês de abril, encontra-se sem um titular, com o afastamento do secretário Luis Bulcão, o que tem dificultado ainda mais a relação institucional entre a Prefeitura de Imperatriz, via Fundação Cultural, com o Governo do Estado. A perspectiva atual diz respeito à nomeação da secretaria Olga Simão que poderá trocar a Secretaria de Ciencia e Tecnologia, pela Cultura.

 

Vídeos Institucionais da Prefeitura

www.imperatriz.ma.gov.br - © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.