Novembro Azul

NOVEMBRO AZUL

Palestra sobre prevenção ao câncer de próstata é ministrada no povoado Coquelândia

O secretário Alair Firmiano falou durante aproximadamente uma hora para cerca de cem pessoas

Publicado em: 08/11/2019 por João Rodrigues

Secretaria de Saúde

Palestra sobre prevenção ao câncer de próstata é ministrada no povoado Coquelândia

Palestra atraiu homens do Povoado Coquelândia e de povoados vizinhos (Foto: João Rodrigues)

Numa das ações da campanha “Novembro Azul”, que vem sendo desenvolvida pela Prefeitura de Imperatriz, o secretário municipal de saúde, Alair Firmiano, ministrou palestra para moradores do povoado Coquelândia, na noite de noite de quinta-feira, 6. A ação, também, marcou a entrega do auditório da Unidade Básica de Saúde de Coquelândia, que ganhou cadeiras plásticas, mesa, climatização, pintura e correção de piso.

Durante quase uma hora Alair Firmiano, que é médico urologista há mais de 10 anos, falou para dezenas de pessoas que lotaram o auditório sobre os sintomas do câncer de próstata e como se prevenir da doença. De forma bem didática e com bom humor, ele, também, respondeu várias perguntas da plateia.

Após a programação, Alair Firmiano ressaltou que a gestão do prefeito Assis Ramos tem investido muito na zona rural, em especial Coquelândia, que ganhou a reforma da UBS, a primeira Base do Samu que funciona 24 horas na zona rural, reforma, climatização e mobiliário do auditório da UBS, além da palestra da campanha “Novembro Azul”.

“Tive o prazer de fazer uma palestra para o auditório cheio e orientar as pessoas, sobretudo os homens, para orientá-los a procurarem o médico cada vez mais cedo para fazer o diagnóstico precoce porquê, consequentemente, há uma chance maior de cura no caso de câncer de próstata”, ressaltou.

A coordenadora do Programa Municipal Saúde do Homem, Acileia Pereira, comemorou o sucesso da programação que contou com a presença dos vereadores Chiquim da Diferro e Alberto Souza.

“A reunião foi ótima, com muitos homens, o que é muito importante. Só tenho a agradecer a nosso prefeito e nosso secretário porque o enriquecimento de informação aqui foi muito grande”, avaliou Acileia. 

“Achei a palestra boa, tirei minhas dúvidas e foi muito bom”, afirmou o lavrador José Fernandes da Silva, 72 anos, que revelou já ter feitos os exames e não ter apresentado nenhum sintoma da doença.

O preconceito, ainda, é um dos principais motivos da recusa de homens ao exame de toque retal, a forma mais segura de fazer exame precoce que pode detectar ou não o câncer de próstata. Dentre os homens que estavam na palestra ficou claro o recado que o exame não dói, é rápido e eficiente, e muitos deles admitiram que será necessário rever os conceitos.

“Nós estávamos precisando de gente para nos incentivar a fazer este tipo de tratamento. Com certeza mais homens vão largar de besteira e procurar fazer o exame porquê morrer ninguém quer”, analisou o lavrador Francisco Silva dos Santos, 50 anos.

Novembro Azul

Apaixone-se por Imperatriz