Saúde

VISITAS

Projeto “Enquanto Espero, conheço” leva gestantes à maternidade pública

Iniciativa apresenta todas as etapas do atendimento durante e após a gravidez

Publicado em: 15/05/2018 por João Rodrigues

Secretaria de Saúde

Projeto “Enquanto Espero, conheço” leva gestantes à maternidade pública

Projeto leva gestantes para conhecerem todas as etapas do atendimento na maternidade pública (Foto: Edmara Silva)

Um grupo de gestantes, que faz acompanhamento do pré-natal nas Unidades Básicas de Saúde, UBS, dos bairros Vila Redenção II e Parque das Estrelas, participou de uma visita técnica nesta segunda-feira, 14, ao Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz, HRMI.  Ação faz parte do programa “Enquanto Espero, conheço”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde, Semus, por recomendação do Ministério da Saúde.

A assessora técnica da Semus, Lívia Bustamante, explica que o programa consiste em levar às gestantes a conhecer todas as etapas do atendimento na maternidade pública. “Nesta visita, elas conhecem seus direitos e deveres, se empoderam deste momento tão divino, ficam mais seguras, conhecem o corpo, os profissionais que vão atendê-la e entra no universo do trabalho de parto em si”, detalha.

Livia Bustamante lembra que o programa vem sendo executado há tempos, mas, as enfermeiras levavam as gestantes em carros particulares ao Hospital Regional, diferentemente de agora que o transporte é feito de forma coletiva em um micro-ônibus. A visita foi acompanhada por duas enfermeiras, Samara de Oliveira Sá e Marjori Vieira Zuza, que integram as UBS e dois estagiários do curso de Enfermagem da Universidade Federal do Maranhão, UFMA, com duração de aproximadamente duas horas.

“Achei esta visita ótima, porque a gente tem muitas dúvidas, impressões erradas. E esta visita é muito importante porque a gente vê de perto, eu gostei muito, dá mais confiança”, disse a gestante a Egildete Freitas Ferreira, 28 anos, a mais jovem do grupo, com três meses de gravidez.

Dentre os setores visitados pelo grupo de gestantes estão a área de berçário, Unidade de Terapia Intensiva, área destinadas a partos cesarianas e normais.

Grávida de seis meses, Leidsul Cardoso, 36 anos, também aprovou a iniciativa. “Apesar de eu já conhecer, pois já tive um casal aqui, sempre é bom ter informação. Passei aqui em 2016 quando passei um mês internada”, relembra a gestante.

“É importante esta visita porque passa mais confiança para a gestante. Quando ela se sente mais segura o índice de depressão cai e isso garante à elas uma qualidade na assistência e promoção da saúde", finaliza a assessora técnica.

Saúde

Apaixone-se por Imperatriz