Saúde

PREVENÇÃO

Estudantes recebem orientações sobre hábitos para boa saúde mental

Palestra reforçou os cuidados para uma vida saudável em busca de bons resultados

Publicado em: 08/08/2018 por João Rodrigues

Secretaria de Saúde

Estudantes recebem orientações sobre hábitos para boa saúde mental

Alunos acompanham palestra sobre os hábitos saudáveis para terem bons resultados (Foto: Patrícia Araújo)

Ninguém está imune aos transtornos mentais, que podem se desencadear por hereditariedade ou fatores de risco, como os problemas familiares. Partindo dessa premissa, a Rede de Saúde Mental do Município realiza ações de prevenção com palestras voltadas às escolas e a comunidade, como aconteceu na tarde de quarta-feira, 8, no Centro de Ensino Graça Aranha.

Durante mais de uma hora a psicóloga Nádia Borges, do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS IJ) abordou em sala de aula diversos assuntos. "Hoje não foco problemas como depressão, transtorno bipolar e borderline e esquizofrenias, mas sim como promover a saúde mental nesta faixa etária, as relações interpessoais, a capacidade que todos nós temos de buscar solução", explica.

A especialista ressalta que dentre as atividades recomendadas, sugere-se fazer bons estudos, manter uma vida equilibrada sem sobrecarga de estresse, prática regular de atividades físicas, qualidade da alimentação e dormir bem, esse último ela chama de boa higiene do sono.

“Com essas informações eles terão como fazer melhores escolhas com esses hábitos de vida saudável e possam ter bons resultados diante de exames como o Enem ou de qualquer outro para ingresso no ensino superior”, complementou a especialista, que estava acompanhada da enfermeira Meres Vieira Costa.

“Eu recebo esta palestra de peito aberto, porque no decorrer da infância e ensino médio muita gente tem dificuldade e como um apoio desses vai me possibilitar me conhecer melhor e ter clareza mental, além de proporcionar mais aprendizado”, destaca o estudante Felipe Vieira, 17 anos.

Como agendar palestra

Além dos atendimentos internos, o CAPs também dispõe de equipes de profissionais, que fazem visitas domiciliares em instituições quando há solicitação ou se percebe a necessidade.

Ações fora das instalações do CAPs, nesse caso o CAPS IJ, são denominadas como em nível de promoção de saúde para prevenir problemas. “Nós podemos vir no contexto escolar, como aqui, para promover esses momentos de reflexão e formação para que essas pessoas sejam felizes”, encerrou.

Para solicitar uma palestra, as escolas ou entidade podem mandar oficio à Secretaria Municipal de Saúde, Semus, que tem um departamento específico, com a função de avaliar a solicitação e repassar à coordenação responsável. A principal exigência é que o documento com a solicitação seja enviado com algum tempo de antecedência, para melhor preparação das equipes de profissionais designadas ao trabalho de campo.

Saúde

Apaixone-se por Imperatriz