Saúde

PREVENÇÃO

Atenção Básica adota medidas de biossegurança para manejo e controle do Covid-19

Equipamentos de Proteção Individual, como máscara, avental, luvas foram adotados

Publicado em: 27/03/2020 por Kalyne Cunha

Secretaria de Saúde

Atenção Básica adota medidas de biossegurança para manejo e controle do Covid-19

As UBS têm autonomia para garantir que usuários respeitem a distância recomendada pelo Ministério da Saúde (Foto: Arquivo)

Seguindo os protocolos do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde, Semus, por meio do departamento da Atenção Primária à Saúde estabelece normas de segurança dentro das Unidades Básicas de Saúde, UBS’s, contra o Covid – 19. A ação faz parte do plano de contingência do novo coronavírus para o manejo e controle da infecção.

De acordo com a coordenadora da Atenção Básica, Sormanne Branco, “as UBS são a porta de entrada do atendimento de toda a população, inclusive dos casos com sintomas leves do novo coronavírus. Na sala de isolamento, o paciente passa por uma triagem e o médico faz o diagnóstico clínico e dependendo do resultado a pessoa é encaminhada para a unidade de referência, UPA São José, para a coleta de exames”.  A medida é uma forma de organizar os serviços e determinar espaços estratégicos para o atendimento da pessoa suspeita da infecção.

A Semus garantiu que todas as 37 UBS recebessem o Equipamentos de Proteção Individual, EPI, para proteção do profissional da saúde e da equipe responsável pelo atendimento de pacientes com suspeita do novo coronavírus como o uso de máscara, avental, luvas como medidas de biossegurança. Medidas como marcação e identificação dos espaços foram realizadas, para que a população mantenha uma distância segura na hora de procurar pelos serviços da unidade.

A gerente da UBS do Santa Rita, Darildes Sousa, explica que “setores da UBS foram isolados, com objetivo de mantermos os atendimentos na unidade e proteger os pacientes e funcionários”. Os atendimentos eletivos (consultas e exames especializados) continuam, paralisados, temporariamente, seguindo orientações para evitar o risco de contágio do vírus.

Darildes pontua que, “a unidade está realizando atendimentos, como a sala de procedimento de curativo, retirada de pontos, aferição da pressão arterial, administração de medicamentos, consultas de enfermagem e consulta médico clínico e pediatria. Na farmácia há a entrega de medicamentos. Para isso, organizamos a unidade pra receber o paciente e não parar nenhum atendimento evitando aglomeração e sobre a regulação estamos apenas ofertando exames de rotina”.

Pessoas com suspeita de infecção respiratória causada ou não por Covid-19, obedecem o seguinte manejo diagnóstico e terapêutico:

  1. Identificação de casos suspeito de Síndrome Gripal e de Covid-19;  
  2. Medidas para evitar contágio na UBS:
  3. Estratificação da gravidade da Síndrome Gripal;
  4. Casos leves: manejo terapêutico e isolamento domiciliar;
  5. Casos graves: estabilização e encaminhamento aos serviços de urgência/emergência ou hospitalares;
  6. Notificação imediata;
  7. Monitoramento clínico;
  8. Medidas de prevenção comunitária e apoio à vigilância ativa.

Apesar dos atendimentos realizados nas UBS’s, a Semus orienta a procura dos serviços, somente quando necessário, ou na presença de sintomas da doença. As UBS têm autonomia para garantir que usuários respeitem a distância recomendada pelo Ministério da Saúde e, para isso, muitas equipes optaram por usar marcações para que todos saibam a distância correta.

Saúde

Apaixone-se por Imperatriz