Educação

PROTAGONISMO JUVENIL

Machado de Assis encerra conferências sobre o meio ambiente nas escolas

Atividade integra eixo de propostas da V Conferência Nacional

Publicado em: 13/04/2018 por Sara Ribeiro

Secretaria de Educação

Machado de Assis encerra conferências sobre o meio ambiente nas escolas

Conferências estudantis formaram suas comissões de meio ambiente e qualidade de vida. (Foto: Sara Ribeiro)

Com tema “O riacho Bacuri e seu impacto ambiental no bairro Vila nova”, a Escola Municipal Machado de Assis, encerrou nesta sexta-feira, 13, a etapa das conferências estudantis, que fazem parte dos eixos de participação da V Conferência Nacional Infanto Juvenil pelo Meio Ambiente. 

Cumprindo esta etapa, durante o mês de março e início de abril, as escolas da rede municipal de ensino, com séries do 6º ao 9º anos, realizaram projetos nas comunidades, com objetivo de conscientizar sobre a importância da preservação da água. 

Além da apresentação dos resultados dos principais projetos trabalhados, as conferências estudantis formaram suas comissões de meio ambiente e qualidade de vida, Com-vida. Integram a comissão, quatro alunos, com delegados e suplentes, um professor e um representante da comunidade, que terão atribuições durante dois anos. 

“Cada comissão terá que planejar as ações que envolvam o socioambiental para que aconteçam na escola e no entorno, com a comunidade. Organizar e planejar as próximas conferências nas escolas que ocorrem a cada dois anos” - explicou a representante do Núcleo de Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Educação, Maria da Piedade Silva.

Com estudo aprofundado sobre a poluição das águas do riacho Bacuri, a Profª Carmem Lytha Amorim Bispo, falou sobre a orientação do projeto: “Envolvemos as turmas do 7º e 8º ano, que com a escolha do tema passamos a desenvolvê-lo desde fevereiro até esse momento de apresentação para toda a escola de como foi realizado. Desde o material escrito, diário de bordo, até a pesquisa de campo” - informou. 

Participante do projeto, a estudante Alana Manuela Costa França, alertou que educação ambiental é um trabalho de toda a sociedade. “Nosso propósito é mudar hábitos e comportamentos. Nossa proposta é analisar a qualidade da água, arborizar o leito do riacho, é conscientizar para que as ações do homem em desmatar e jogar lixo no riacho, não continuem”. 

Com as comissões eleitas nas conferências, o próximo passo é a escola informar no sistema o cumprimento desta tarefa, realizar inscrição no site da conferência principal, é assim, estará apta a participar das conferências intermunicipal, Estadual e nacional.

Educação

Apaixone-se por Imperatriz