Habitação

HABITAÇÃO

Sedes recebe famílias para montagem de dossiê do Minha Casa Minha Vida

Contemplados do Residencial JK têm até dia 28 de fevereiro para apresentar a documentação

Publicado em: 05/02/2019 por Maria Almeida

Secretaria de Desenvolvimento Social

Sedes recebe famílias para montagem de dossiê do Minha Casa Minha Vida

Equipe foi escalada para atender até 100 pessoas por dia (Foto: Divulgação)

Começou na manhã desta terça feira, 05, o processo de montagem dos dossiês, isto é, as pastas contendo toda a documentação dos beneficiários e comprovação de que fazem jus aos requisitos para financiamento das unidades habitacionais do residencial JK. De forma tranquila e organizada, foram atendidas aproximadamente 100 pessoas. Sorteados tem até dia 28 de fevereiro para se apresentar na Sedes, na Rua Hermes da Fonseca Nº 49 – Centro, entre Ruas Piauí e Maranhão. Apresentação dos documentos é obrigatória.

Com distribuição de senhas na chegada, equipe da Secretaria de Desenvolvimento está organizando a logística de acolhimento. “Nossa capacidade é para atender até 100 beneficiários. Estamos fazendo triagem e entregando senhas na entrada para que eles esperem com a garantia de serem atendidos, sem perca de tempo”, explicou a secretária, Janaína Ramos, ao ressaltar que foi montada uma equipe de 10 pessoas para esse serviço.

A frentista Charlene Guimarães de França, sorteada no grupo II, foi uma das primeiras ser atendida. “Já me adiantei para resolver logo e receber minha casa o quanto antes. E também para o caso de faltar alguma documentação, dar tempo de correr atrás. O atendimento foi rápido, deu certo, agora é só esperar aprovação do banco”, comemorou a beneficiária que relata morar em uma casa cedida pela cunhada no bairro Vila Nova, com dois filhos e o esposo, que está desempregado.

Ela foi a décima primeira a montar o dossiê - etapa do processo que cumpre exigências contidas no Programa. Com as documentações prontas, processos serão encaminhados ao Banco do Brasil, para análise de crédito. “Assim que o banco concluir, beneficiários são convocados para o sorteio dos endereços, assinatura dos contratos e entrega das chaves sucessivamente”, explicou a coordenadora do Programa, Lusenira Bandeira.

Ela ressalta que ter sido sorteado não significa aprovação automática, pois só ganhará de fato a casa, se tiver aceitação cadastral junto à instituição financeira. “É bom lembrar também que quem não comparecer e/ou não apresentar a referida documentação no prazo previsto não seguirá para as próximas etapas e será eliminado do programa” – alertou Lusenira.

Beneficiários devem apresentar os seguintes documentos (originais e cópias):

- Identidade (do titular e do cônjuge)

- CPF do titular

- Certidão de nascimento (se solteiro)

- Certidão de casamento (se casado)

- Certidão de óbito (se viúva)

- Atestado médico com número do CID (se pessoa com deficiência)

- Certidão de casamento com averbação do divórcio (se divorciado)

- Comprovante de residência (conta de energia ou água mais recente)

- Folha resumo do CadÚnico (solicitar nos CRAS´S);

- Procuração Pública (se analfabeto, ver modelo anexo no edital publicado)

Observação: Em caso de estado civil solteiro apresentar declaração positiva ou negativa de União Estável, e se positivo, comparecer acompanhado do companheiro.

Habitação

Apaixone-se por Imperatriz