Saúde

NOVA ROTINA

Setor de Oncologia muda fluxo de atendimento por conta do Covid-19

Algumas demandas passam a ser resolvidas por meio do Whatsapp (99) 99134-9919

Publicado em: 01/04/2020 por Kalyne Cunha

Secretaria de Saúde

Setor de Oncologia muda fluxo de atendimento por conta do Covid-19

Objetivo é evitar o avanço da doença por meio de aglomerações levando em consideração as ações de contingenciamento do novo coronavírus. (Foto: Arquivo)

Em meio ao cenário de pandemia do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde, Semus, adotou novas medidas de atendimento para pacientes oncológicos, pelo Setor de Oncologia do Centro de Especialidade Médica de Imperatriz (CEMI), localizado nos Três Poderes. Objetivo é evitar aglomeração de pessoas e o cruzamento dos pacientes com outros públicos, já que pacientes oncológicos apresentam um sistema imunológico fragilizado, o que pode facilitar o agravo da saúde por conta de doenças infecciosas.

Os atendimentos presenciais realizados no Setor de Oncologia e pela Unidade Móvel Oncológica foram suspensos, temporariamente, mas há um novo fluxo das atividades para atender a demanda. Contato pode ser realizado por meio do Whatsapp (99) 99134-9919, de segunda à sexta-feira, nos horários de 8 às 11:30 e das 14 às 18h.

A coordenadora do setor de Oncologia, Vilenice Batista, explica que “as triagens são realizadas via WhatsApp. Sobre as biopsias, as pessoas enviam o resultado dos exames e eu verifico os casos positivos de câncer e encaminho ao médico oncologista que preenche o laudo e me reencaminha. Após esse processo é realizado o cadastro desse paciente no sistema, para constar ao estado que ele é um paciente oncológico e necessita de vaga no Hospital São Rafael”.

O setor de Oncologia do município é responsável por encaminhar os pacientes oncológicos para consultas no hospital, como relata Vilenice. “A vaga acontece de forma rápida, inclusive temos pacientes que já foram consultados dessa forma. Quando a vaga surge no sistema eu a encaminho, via PDF, para o Whatsapp do paciente e eles se encaminham para o São Rafael que prossegue os atendimentos”.

Os municípios são responsáveis por cadastrar os pacientes oncológicos no sistema do estado, em São Luís, que libera a data da consulta no sistema de cadastro, por meio da Regional de Saúde.

Além do próprio hospital que o paciente faz o tratamento, Vilenice relata que a equipe está à disposição da população para renovar receitas, consultas, avaliação ou para esclarecimento de dúvidas por meio do whatsapp.  “Até o momento ainda não apareceram pacientes com receitas vencidas, até mesmo porque elas são de uso contínuo e a maioria valem por três meses. Caso precisem de receitas ou queiram fazer uma avaliação, temos um médico oncologista disponível, basta me passar a receita para que eu a encaminhe”.

Saúde

Apaixone-se por Imperatriz