Portal da Prefeitura de Imperatriz

A Cidade

História e Dados Geográficos de Imperatriz

promotora 0 surgimento de Imperatriz começou a ser desenhado nos fins do Século XVI e início do século XVII, com a iniciativa dos bandeirantes, que, partindo de São Paulo, buscavam nos confins do Norte, a riqueza, o desconhecido e a aventura. Enquanto os bandeirantes navegavam da nascente em busca da foz, paralelamente as entradas governamentais e/ou religiosas subiam o rio, tentando alcançar suas nascentes. Das entradas realizadas, a que mais nos interessa foi a que se realizou no ano de 1658 pelos jesuítas Padre Manoel Nunes e Padre Francisco Veloso, que teriam sido os primeiros a utilizar o sítio onde hoje está Imperatriz. A fundação de Imperatriz se deu em 16 de julho de 1852, três anos depois da partida da expedição que saiu do porto de Belém, em 26 de junho de 1849. Frei Manoel Procópio do Coração de Maria, capelão da expedição, foi o fundador da povoação, que recebeu inicialmente o nome oficial de Colônia Militar de Santa Tereza do Tocantins. Depois de quatro anos, em 27 de agosto de 1856, a lei n.º 398 criou a Vila de Imperatriz, nome dado em homenagem à imperatriz Tereza Cristina.

Com o tempo, sua denominação foi sendo simplificada pela população, havendo documentos anteriores à Abolição em que a vila é mencionada simplesmente como Imperatriz. Sua elevação à categoria de cidade é datada de 22 de abril de 1924, no governo Godofredo Viana (Lei n.º 1.179).

Até o ano de 1958, quando foi iniciada a construção da rodovia Belém Brasília, o município de Imperatriz e sua sede permaneceram geográfica e politicamente distantes de São Luís, do que resultou um lento crescimento econômico e populacional. A partir de 1960, entretanto, Imperatriz experimentou acelerado surto de desenvolvimento e, já na década de 70, era considerada a cidade mais progressista do país, recebendo contigentes migratórios das mais diversas procedências. Hoje, por força de seu desempenho nos setores de agricultura, pecuária, extrativismo vegetal, comércio, indústria e serviços, Imperatriz ocupa a posição de segundo maior centro econômico, político, cultural e populacional do Estado e o principal da região que aglutina o sudoeste do Maranhão, norte do Tocantins e sul do Pará. A história e o desenvolvimento de Imperatriz deram-lhe diversos títulos, entre eles os de Princesa do Tocantins, Portal da Amazônia, Capital Brasileira da Energia e Metrópole da Integração Nacional.

 

Localização Geográfica do Município

0 município de Imperatriz localiza-se no oeste do Estado do Maranhão, na microregião nº 38. Tem limites com os municípios de Cidelândia, São Francisco do Brejão, João Lisboa, Davinópolis, Governador Edison Lobão e com o Estado do Tocantins. 0 município encontra-se a 629,5 quilômetros da capital do Estado. Suas coordenadas geográficas são 5º 31' 32' latitude sul; 47º 26' 35' longitude a W Gr., com altitude média de 92 metros acima do nível do mar.

 

Distâncias

São Luís - 639 km
Araguaína - 257 km
Belém - 608 km
Palmas - 644 km


Área Geográfica

A área total do município é de 1.367,90 km2 , que corresponde aproximadamente a 0,46% do território do Estado (333.365,6) km2. Porém, vale ressaltar que em 1980 a área do município era de 13.352 km2, portanto cerca de 4,01% do território do Estado. Em 1991, com a criação do município de Açailândia, passou para 6.075,1 km2. Em 1996, Imperatriz cedeu mais uma parte de sua área territorial para a formação dos municípios de Cidelândia, Davinópolis, Governador Edison Lobão, São Pedro da Água Branca, Vila Nova dos Martírios e São Francisco do Brejão, passando dos 6.075,1 km2 para os atuais 1.367,90 km².

 

Condições Climáticas

O clima é tropical, quente e úmido. Há duas estações: a da chuva, que vai de dezembro a abril, e a da seca, que vai de maio a novembro. A temperatura média gira em torno de 29ºC.

 

Relevo

A topografia, vista da sede municipal, é marcada pela presença de chapadas ao leste e ao sul e por pequenas ondulações dos contrafortes da Serra do Gurupi, ao norte.

Ocupação Demográfica

O município de Imperatriz teve sua ocupação acelerada após a abertura das rodovias Belém - Brasília, que corta o Oeste Maranhense no território do município, BR-226, que liga Teresina à Região Tocantina, e BR-222, que liga a região do Mearim às terras devolutas do Alto Pindaré. A abertura, piçarramento e posterior asfaltamento das estradas federais e estaduais permitiram mais fácil comunicação rodoviária entre Imperatriz e Belém, São Luís, Anápolis, Brasília, Goiânia, São Paulo, todo o Centro-Oeste e o Nordeste, e facilitou muito a ocupação demográfica da fronteira agrícola representada, na época, pelas terras devolutas e virgens da pré-Amazônia maranhense.

Podemos destacar, como fatores determinantes da ocupação demográfica de Imperatriz:
•posição geográfica intermediária entre pólos de desenvolvimento regional (Belém/Brasília/Goiânia);
•grande disponibilidade de terras devolutas e de boa qualidade para cultivo agrícola;
•pauperismo secular das populações do semi-árido do Nordeste Oriental (Piauí, Ceará, Pernambuco e Paraíba).


Hidrografia

O município de Imperatriz encontra-se às margens do rio Tocantins, que delimita a região sudeste do município.

 

Telefones úteis

Auxílio á lista - 102
Bombeiros - 193
Polícia Militar - 190
SAMU - 192
Aeroporto - 3524-4677
Correios - 3525-3320

 

Nossa Economia

Imperatriz apresenta-se como entreposto comercial e de serviços, no qual se abastecem mercados locais em um raio de 400 km, e forma com Araguaína-TO, Marabá-PA, Balsas-MA e Açailândia-MA, uma importante província econômica. 0 município situa-se na área de influência de grandes projetos, como a mineração da Serra dos Carajás (Marabá/Paraupebas), a mineração do igarapé Salobro (Marabá/Paraupebas), a Ferrovia Carajás/Itaqui, a Ferrovia Norte-Sul, as indústrias guzeiras (Açailândia), a indústria de celulose da Celmar (Cidelândia), que pela proximidade destes projetos, de algum modo condicionam seu desenvolvimento.

 

Agências Bancárias

3 Agencias do Banco Bradesco
4 Agencias do Banco do Brasil
1 Agencia do Banco do Nordeste
1 Agencia do Banco Itaú
1 Agencia do Banco Real
1 agencia do BASA - Banco da Amazônia
1 Agencia do BBV - Banco Bilbao Vizcaya
2 Agencia da CEF - Caixa Econômica Federal
1 Agencia do FINASA - Banco Mercantil de São Paulo
1 Agencia do HSBC - Bamerisdus

 

Locadoras de Veículos
LocalizaRent a Car - Fone: (99) 3524-4507
Imperavel Veículo - Fone: (99) 3525-6667
Interlocadora - Fone: (99) 3525-3050

Saúde

Hospital Municipal de Imperatriz
Rua Benedito Leite entre Pará e Amazonas
Fone: 3524-9707

Hospital São Rafael
Av. Dorgival Pinheiro de Sousa, 1178
Fone: 3525-3370

Hospital Unimed
Rua 15 de Novembro, Praça da Meteorologia
Fone: 3527-0060

Hospital Infantil de Imperatriz
Rua Luis Domingues com rua Pará
Fone: 3582-2162

Hospital das Clínicas
Rua Luís Domingues, 1385
Fone: 3525-3344


Energia Elétrica

A energia elétrica do Município é fornecida pela CEMAR - Companhia Energética do Maranhão S.A. Pesquisa realizada pela Subsecretaria Estadual de Saúde indica que 97,07% dos domicílios urbanos possuem energia elétrica. Os principais povoados e alguns imóveis rurais são servidos por energia elétrica.


TELEFONIA
Atualmente em Imperatriz a Telemar e a Embratel é quem opera o sistema de telefonia convencional e a Amazônia celular, Oi, Vivo e Tim, o sistema de telefonia celular. A Telemar também dispõe de postos telefônicos e telefones públicos instalados no município.

 

JORNAIS

Jornal Capital
Jornal Tribuna do Tocantins
O Estado do Maranhão
O Progresso
A Tribuna
O Imparcial
Jornal Pequeno
Folha do Dia

 

TELEVISÃO

Band
Rede Vida
Rede Globo (Mirante)
Rede TV (Capital)
Rede Record (Nativa)
SBT (Difusora Sul)
TV Nordeste (Canal 21)
CNT (Tocantins)

 

RÁDIO

Rádio Imperatriz AM
Mirante FM
Mirante AM
Nativa FM
Rádio Capital FM
Rádio Terra FM
Difusora Sul FM
Diversas rádios comunitárias
I

Rede de água

0 abastecimento de água potável está sob a responsabilidade da CAEMA - Companhia de Água e Esgotos do Maranhão, sob a supervisão da FNS - Fundação Nacional de Saúde.
A captação é realizada diretamente no Rio Tocantins. 0 sistema conta com dois reservatórios de água tratada com capacidade total de 35.700.000 Lts. 0 sistema de distribuição tem capacidade instalada para 5.390m³ sendo 3. 000m³ por reservatório térreo e 2.390M³ por reservatório aéreo. Na área rural a CAEMA atua com a implantação de poços artesianos, rede de distribuição e pequenos reservatórios.

 

Rede de Esgoto

A rede de esgoto foi implantada pelo DNOS - Departamento Nacional de Obras e Saneamento. A manutenção e ampliação da rede de esgoto sanitário foram transferidas para a CAEMA. A extensão da rede é de 120 km A capacidade da rede foi projeta para 9.018 ligações domiciliares, porém o número de ligações atual é maior que 30.000 ligações.
No projeto da rede de esgoto estava prevista a execução de uma lagoa de estabilização. Porém, devido ao custo de desapropriação e a falta de recursos disponíveis a proposta foi abandonada. A solução adotada foi o lançamento dos dejetos sanitários in natura no Rio Tocantins.

Educação
Segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Humano (2000), o contigente de alunos matriculados no Ensino Fundamental (1º grau) é de 67.614, sendo 12,28% em instituições particulares, 57,85% municipais e 29,87% estaduais. Em nível de Ensino Médio e Ensino Supletivo, o número totaliza 13.462 alunos, sendo 20,81% em escolas particulares, 1,43% municipais, 71,78% estaduais e 5,99% federais.
0 número total de escolas no município é de 208, sendo 41 particulares, 139 municipais e 27 estaduais. 0 município também conta com varios campus universitários.

 

 

Bandeira de Imperatriz

promotora A Bandeira de Imperatriz mede 1,60 m de largura por 1,12 m de altura, o que corresponde a 1.792 centímetros quadrados. Essa área é ocupada por três faixas de cores diferentes, pintadas no sentido longitudinal (horizontal). A faixa mais acima (superior) é de cor amarela e simboliza as riquezas do município (na época, principalmente o arroz, cuja casca, por sinal, é de cor amarelada). A faixa do meio (central) é de cor branca e quer lembrar paz, harmonia e concórdia. A faixa de baixo (inferior) tem a cor verde e representa as matas imperatrizenses, à época mais abundantes.

Outras duas cores estão presentes na bandeira: o azul de um triângulo localizado no meio da faixa central e o vermelho, das cinco pedras preciosas incrustadas em uma coroa amarela que está dentro do triângulo. O triângulo azul significa os três conjuntos das “forças vivas” do município: agricultura e pecuária, comércio e indústria; e educação e cultura. Por sua vez, a coroa simboliza o caráter nobre e de majestade da realeza imperial, aspectos evocados pelo nome “Imperatriz”, que veio do título de dona Teresa Cristina, esposa do imperador dom Pedro 2º.

O Autor – Quem criou e desenhou a Bandeira de Imperatriz foi o pintor Etevaldo Moreno de Araújo. Ele nasceu em 9 de abril de 1940, na localidade de Jacaré, no município maranhense de Barra do Corda. Com dois anos de idade, em 1942, veio para Imperatriz com a família, que procurava “lugares mais desenvolvidos”. O gosto pelo cinema levou-o a querer pintar e desenhar os atores. A partir daí, iniciou sua profissão de pintor e desenhista aos 18 anos, em 1958, deixando para trás os ofícios de agricultor e sapateiro. Aos 32 anos, em 1972, participou do concurso para a criação da bandeira de Imperatriz. Segundo ele, concorriam 61 outros candidatos.

 


Brasão de Imperatriz

promotora O Brasão de Armas de Imperatriz é um escudo encimado por uma coroa e, sobre esta, uma faixa amarela com o nome do município em letras de cor verde. Abaixo do escudo, outra faixa amarela, com a frase “PAZ E PROGRESSO”, em letras verdes. No centro do escudo, o desenho de uma palmeira, ladeada por um pé de arroz e outro de milho.

A simbologia do escudo faz referência às riquezas do município (representadas pela cor amarela das faixas); à majestade e nobreza sugeridas pelo nome Imperatriz (representadas pela coroa); às riquezas vegetais que, na história do município, serviram de base ao seu crescimento econômico; à esperança de uma cidade que cresce sem conflitos, sentimento esse representado visualmente pela cor verde e literalmente pela expressão “Paz e Progresso”. Com o passar dos anos, leves alterações foram introduzidas em relação ao desenho original do Brasão.

O uso do Brasão de Armas de Imperatriz é obrigatório na Prefeitura Municipal, na Câmara de Vereadores e nos papéis oficiais dos poderes Executivo e Legislativo (documentos, papel de correspondências, convites e publicações oficiais).

O Autor –– Antônio Carlos da Silva é pintor e desenhista publicitário. Nasceu em 12 de abril de 1954, na localidade Morro do Caboclo, no município maranhense de Pedreiras. Começou a desenhar ainda criança e lembra que a primeira imagem que criou foi o rosto de Jesus Cristo. Veio para Imperatriz em 1971, à procura de trabalho. Segundo ele, tomou conhecimento do concurso para escolha dos símbolos da cidade porque “apareceu em jornais”. Resolveu participar e levou de cinco dias a uma semana para criar o brasão. Fez pesquisas com amigos, procurou se informar sobre a produção do município. Reside em Goiânia (GO).

 


Hino da Cidade de Imperatriz

Imperatriz crescente
Com os matizes do progresso
Tens história imponente
Pelo valor de teu sucesso - bis

I
Com vibração de um ideal
Apresentas dever da mocidade
Com estrutura sem igual
Avultas porvir e lealdade

II
Tens constante riqueza,
Do trabalho de filho e irmão
Contemplam tua beleza,
Que cintila os céus do Maranhão

 


O Hino de Imperatriz tem letra e música de José de Ribamar Fiquene, que foi professor, juiz de Direito e prefeito do município. O maestro Moisés da providência fez a instrumentação.

O Autor – José de Ribamar Fiquene é escritor, político, magistrado e educador. Nasceu em 27 de dezembro de 1930, no município maranhense de Itapecuru-Mirim. Em Imperatriz, foi promotor público, juiz de Direito e prefeito. Depois, foi vice-governador e assumiu o Governo do Estado do Maranhão. Publicou vários livros e compõe músicas. Além do Hino de Imperatriz, compôs o Hino do 50º Batalhão de Infantaria de Selva, sediado em Imperatriz. É membro da Academia Imperatrizense de Letras.

O Maestro –– Moisés da Providência Araújo foi o maestro e professor que fez a instrumentação do Hino de Imperatriz. A instrumentação é a escolha dos instrumentos adequados para a execução de uma peça musical. Moisés da Providência nasceu em 20 de janeiro de 1914, em Barra do Corda (MA) e morreu em 14 de outubro de 1991, em Imperatriz.

 

Vídeos Institucionais da Prefeitura

www.imperatriz.ma.gov.br - © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.